quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Não existe madrugada de um dia para outro

O leitor já deve ter ouvido alguém dizer que um evento, como uma transmissão esportiva, por exemplo, será realizado “na madrugada de sábado para domingo”. Essa prática se dá para evitar confusão devido ao fuso horário existente entre o país-sede e, no nosso caso, o Brasil. Mas, na realidade, tal expressão está equivocada. E você sabe por quê?

A resposta é simples, a madrugada é do dia que se inicia. Um dia tem 24 horas, divididas em quatro períodos de seis horas. Veja:

0h até 6h: madrugada
6h01 até 12h: manhã
12h01 até 18h: tarde
18h01 até 23h59: noite

Então, quando uma transmissão for realizada nas primeiras seis horas do dia, ela ocorrerá na madrugada. Eis alguns exemplos:

• Os jogos do Mundial de Vôlei no Japão serão realizados na madrugada de domingo.
• A transmissão do evento terá início na madrugada de quarta-feira, às 3h.

Ou simplesmente:

• A transmissão do evento terá início às 3h de quarta-feira.

É isso. No próximo texto, a diferença e quando empregar “entre” e “dentre”. Até breve.

(Texto publicado no site Megafone em 27 de agosto de 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário